Início » Um manual para compreender a intenção do usuário relacionada ao SEO.

A motivação do usuário é o elemento-chave nas estratégias de SEO. É o meio que pode auxiliar suas marcas a ir além de buscar os clientes para desfrutarem do seu material.

Este conteúdo tem o objetivo de satisfazer o usuário, desempenhando um papel significativo no processo de procura, e como você pode incluí-lo na sua estratégia de otimização para mecanismos de busca.

Entender o que o usuário quer é vital para a criação de um aplicativo de Inteligência Artificial eficiente.

No universo do SEO, a intenção do usuário se refere ao propósito ou motivo que lhe motivou a realizar uma busca em um motor de pesquisa. De forma mais simples, é o “porquê” por trás do “o quê”.

Isso é o que é necessário para o usuário, é o que eles querem ou desejam, que eles façam a primeira ação-chave, realizando uma consulta na caixa de pesquisa, seja em qual plataforma for.

Há vários métodos para entender o que o usuário pretende.

Aproveite a localização atual de um usuário durante sua viagem.

Perceber o progresso da viagem de busca do usuário é essencial para que o SEO seja eficaz.

Ajustar o seu conteúdo de modo a satisfazer as suas expectativas resulta em experiências positivas e uma participação significativa dos leitores.

Os processos de jornada não são simples, mas os usuários manifestam seus desejos por meio da sua ação de pesquisa. Para profissionais de conteúdo ou SEO, descobrir essas indicações é importantíssimo.

Aqui está um exemplo de uma situação que pode ser usada para identificar sinais de progresso no processo.

Dor consciente é aquela que nosso organismo experimenta quando sofremos algum tipo de lesão.

Um indivíduo pode estar efetuando uma extensa busca que é muito limitada e extremamente abrangente.

O usuário tem consciência da sua aflição, necessidade, anseio ou desejo, mas não necessariamente sabe o que ou quem poderia lhe dar uma solução, e eles procuram para descobrir.

Ter consciência é crucial para o avanço individual.

Um usuário mudou-se agora para obter uma visão geral ou consciência da resposta que eles estão buscando ou necessitando para aliviar o sofrimento.

Seus estudos começam a declinar, mas eles ainda se mantêm em um patamar elevado.

Eles compreendem o que é necessário, porém ainda não estão convencidos ou conscientes de quem pode fornecer a solução pretendida.

O comprador tem mais autoridade ao estar consciente sobre o produto que está adquirindo.

Enquanto o usuário aprofunda sua investigação para tornar sua “pintura” identificada mais acessível.

Um indivíduo será consciente dos benefícios/respostas dos produtos.

Isto indica uma alteração na forma como os usuários procuram uma solução para sua necessidade inicial, buscando o produto que eles acreditam que pode atenuar seu problema.

Normalmente, investigações se tornam limitadas, indicadas pela particularidade e característica de cauda longa da inquirição que facilita sua busca.

A filosofia do dólar consciente se refere a gastar de forma consciente, responsável e estratégica. É uma maneira inteligente de alcançar objetivos financeiros sem precisar sacrificar necessidades fundamentais.

A consciência do custo está presente quando uma extensa pesquisa é contraposta com reflexões sobre o custo, valor ou impactos financeiros de seu exame “cauteloso do produto”.

Neste estágio, o usuário ainda está investigando as possibilidades disponíveis enquanto busca por um meio que se enquadre em seu orçamento para aplicar.

Este é o primeiro degrau para entender o efeito que o aproveitamento da intenção do usuário pode ter ao criar suas estratégias de conteúdo.

Ajustar a informação às etapas da jornada do consumidor desenvolve ligações e cria relacionamentos, transformando possíveis compradores em seguidores fiéis.

Indague mais a fundo: Como formular e implementar uma estratégia de conteúdo centrada na trajetória do cliente.

Aumente a percepção sobre os sinais dados pelos usuários que podem orientar a sua estratégia para frente.

Então, como podemos determinar em que etapa os usuários estão em sua busca?

Os usuários transmitem mensagens explícitas através de:

  • A maneira de realizar pesquisas.
  • As decisões linguísticas que tomam quando buscam.

É necessário identificar e reagir a essas indicações dentro de suas estratégias de SEO. Apenas reconhecer etapas de viagem não será suficiente.

É importante compreender o que os usuários esperam de conteúdos. Analisar essas indicações é essencial para produzir material útil em todos os estágios.

Quando uma investigação contém interpolações como “quem”, “qual”, “aprende” e “conceitos”, os usuários estão nos informando que desejam adquirir mais conhecimento.

Logo, seu foco deve ser a propagação de informação e instruir seu grupo sobre os seus assuntos.

Leia:   As 20 principais estatísticas de marketing de afiliados para 2023

Esses sinais são característicos de indivíduos conscientes da dor que desejam obter informações sobre o problema que estão enfrentando.

Os clientes frequentemente ajustam suas buscas conforme são obtidos ou conscientizados sobre o produto.

Substitua “Quem”, “O que” e “Porquê” por “Melhor”, “Compare” e “Para” para consultas.

Os usuários estão buscando marcas para expressar sua experiência, pois reconhecem que precisam de ajuda para aliviar o sofrimento que sentem.

À medida que o tempo passa, os usuários conscientes começam a buscar e identificar produtos e categorias específicas.

Nesta fase, teríamos que levar em consideração as palavras-chave e nomes de produtos que aparecem nas buscas, portanto, nossos conteúdos deveriam refletir isso.

Quando os consumidores procuram por produtos, marcas e tipos específicos, nós nos destacamos com nosso conteúdo. Isso ajuda os usuários ao longo deste processo, principalmente quando suas buscas ficam mais direcionadas e específicas.

Conforme os usuários se aproximam do fim de seu processo de pesquisa e estão prontos para gastar seu dinheiro em uma solução para suas necessidades, preveja que as buscas ficarão mais direcionadas para a compra.

Em esta etapa, os motivadores principais são “comprar”, “desconto” e “preço”. O foco do conteúdo deve ser sobre estes elementos, direcionando os usuários para produtos, comparação e páginas de economia.

Receba os especialistas em marketing diariamente por meio da assinatura da newsletter.

Por gentileza, aguarde enquanto o processamento está sendo realizado.

Observa os termos.

Investigar as intenções e palavras-chave do usuário é inerentemente conectado.

Pesquisar por termos-chave frequentemente orienta decisões estratégicas de SEO.

No entanto, não deve mais ser considerado como uma única solução. Os profissionais de SEO não podem somente confiar nas palavras-chave para subir na lista de resultados de um mecanismo de busca, não se preocupando de fato em obter um bom posicionamento.

As palavras-chave necessitam ser empregadas no âmbito da proposta do usuário para serem realmente eficientes.

Através dos tempos, os especialistas em SEO parecem ter se concentrado em termos que têm um alto volume de procura ou sazonalidade favorável. No entanto, precisamos mergulhar no motivo por trás disso, como discutido acima.

Realizando estudos sobre palavras-chave, ofereça a seu público algo valoroso e satisfaça as demandas da marca durante o processo de descoberta.

Preste atenção ao significado consciente da dor e do dinheiro.

Siga estratégias com foco nas intenções em vez de usar um conjunto aleatório de palavras com muitas buscas.

Essa habilidade lhe dará a oportunidade de criar uma abordagem de conteúdo direcionada e formar um site de informação eficaz para uma marca.

Algumas marcas escolhem concentrar toda a sua estratégia em um ponto fraco identificado no conhecimento consciente do produto.

Uma empresa diferenciada pode identificar a necessidade de mais conteúdo informativo sobre o sofrimento.

Outra marca pode descobrir falhas em todo o percurso.

Ao considerar este enfoque da intenção do usuário como uma parte essencial do quebra-cabeça, os estrategistas terão a oportunidade de ver um quadro mais abrangente para a marca estabelecer a estratégia.

Um exemplo de estratégia é o Ranking de Paleta de Cores da Canva.

Canva, a plataforma de design, tem por objetivo ajudar o usuário a aumentar suas classificações de imagens no Google.

Em lugar de se concentrar somente em termos de pesquisa e volume de procura, eles perceberam que aqueles que buscavam a paleta de cores desejavam encontrar inspiração e ideias.

Criando material motivacional alinhado com o propósito, sua página web agora se encontra no topo das listas de busca pelo Google.

Isto indica que, quando o usuário consegue comprender e ter a intenção de realizar uma busca, os resultados obtidos nos motores de busca são mais relevantes.

Como descobrir o objetivo do usuário: Sugestões Excelentes

Descobrir para quem é destinado o seu negócio é fundamental para o sucesso de qualquer empreendimento.

Compreendendo a sua audiência, você terá uma noção do que eles podem ter interesse em procurar.

Demografia é o ponto de partida, no entanto, vá mais a fundo e explore o obscuro campo da psicografia para melhores resultados.

Quanto mais familiarizado você ficar com as atitudes, costumes, desejos e forma de vida do seu grupo-objetivo, mais bem-sucedida sua tática de SEO será.

Examine as palavras-chave e as locuções fundamentais.

Depois de entender as psicografias e inclinações do seu público, você poderá usar este conhecimento para determinar se uma palavra-chave é pertinente para eles.

Crie uma lista de termos relevantes, avaliando-os em relação às suas personas consumidoras e aos quatro passos que foram discutidos: aflição, benefício, produto e gasto consciente.

Leia:   Menos da metade dos consumidores consegue identificar um e-mail gerado por IA

Esta tarefa o auxiliará a descobrir como seu grupo-alvo procura especificamente.

Compreenda a trajetória de procura do usuário.

Logo depois, é possível compreender a trajetória de procura do usuário, possíveis desvios e quais são as diferentes fases por onde eles podem estar passando.

Isso auxilia na identificação das partes mais relevantes com foco na sua marca.

Aprenda sobre os resultados que os motores de busca produzem para saber como melhorar o conteúdo.

Examine os resultados da pesquisa para suas palavras-chave-alvo. Os resultados bem classificados possuem informações sobre como o mecanismo de busca interpreta a intenção do usuário atual.

Verifique se os resultados das pesquisas têm ocorrido alterações, pois os objetivos podem mudar com o passar do tempo. Estude os SERPs para ter uma melhor compreensão da situação global, que sempre trará benefícios.

Analise os seus adversários para entender como eles trabalham.

Examine como os seus rivais tratam a intenção do usuário a partir da leitura do conteúdo de classificação deles.

Pense no que você pode fazer para melhorar essa situação.

SEO é uma luta pela liderança, na qual as empresas se empenham em obter melhores resultados e disputar a dominação do ranqueamento SERP.

Observe os criadores de conteúdo mais conhecidos do planeta.

Muitas marcas têm aproveitado a proximidade dos criadores de conteúdo com o seu público. Tire proveito disso!

Veja se um criador criou algo que possa ajudar sua empresa e estabeleça uma ligação com ele para melhorar a qualidade do conteúdo para otimizar os resultados do SEO.

Muitas vezes, quem cria conteúdo possui informações e sabedoria preciosas para conversar com seu público-alvo, fazendo com que tudo se encaixe perfeitamente.

Empregue os instrumentos adequados para realizar a tarefa correta.

Aqui, eu confio em ferramentas fundamentais que visam servir o usuário, o que é a base da minha abordagem:

Tendências do Google é uma ótima maneira de acompanhar as buscas que mais chamam a atenção no Google. É possível saber quais são os temas mais pesquisados no momento, além de verificar como esses assuntos têm se comportado ao longo do tempo.

Esta ferramenta mede o nível de popularidade e o tema ao longo do tempo, fornece consultas correlacionadas e mostra a intenção dos usuários e as tendências da comunidade.

Ele te ajuda a identificar padrões emergentes antes que a busca por mudanças seja intensificada, permitindo uma iteração de conteúdo mais eficaz. Eu denomino isso como “proatividade reativa”.

Google Analytics é uma excelente ferramenta para acompanhar informações.

Utilize o Google Analytics para examinar o número de visitantes do seu site, descobrir quais palavras-chave estão trazendo mais tráfego e identificar áreas que precisam ser melhoradas.

Mapeando esses dados de acordo com a intenção do usuário, você pode organizar seus esforços e designar recursos de maneira eficiente.

A reação ao público é uma parte integral da comunicação.

Esta utilidade produz inquirições ligadas à palavra-chave, descobrindo interrogações de usuário. Muitas ferramentas hoje fazem isso.

Ainda que os membros do SERP empreguem recursos que lhes ofereçam conhecimento instantâneo sobre as inquirições dos utilizadores.

Ahrefs e Semrush são ferramentas comumente empregadas para otimização de motores de busca.

Ah! Estes OG’s.

Essas ferramentas de SEO fornecem uma análise aprofundada de palavras-chave, mostrando páginas de qualidade para palavras-chave específicas e dando informações sobre a intenção do usuário.

Reformule o conteúdo de forma a corresponder à intenção do usuário.

Agora que você adquiriu conhecimento sobre o modo como os usuários pensam, utilize essa informação para melhorar seu conteúdo. Aqui estão algumas técnicas que você pode analisar:

Conteúdo para satisfazer a necessidade do usuário

Se o objetivo é obter sofrimento ou lucro consciente, fornecer dados abrangentes e preciosos.

Se deseja um produto ou está preocupado com o valor do dólar, assegure-se de que suas explicações de produtos, fotografias e botões de ação sejam convincentes e nítidos.

Coloque o usuário em primeiro lugar.

Experiências com conteúdo são fundamentais para as estratégias de SEO.

Inclua ligações internas para conteúdos relevantes que ajudam a guiar as pessoas ao longo do seu caminho. Não se limite apenas às páginas de produtos.

Dedique-se a guiar os usuários ao longo da sua web de informações disponíveis em um assunto específico, vinculando-as de forma estratégica às páginas dos produtos ou serviços de custo-benefício quando pertinente. (Isto é um trabalho de arte em si!)

Empregue termos de busca que sejam relevantes para o objetivo desejado.

Inclua termos de busca de cauda longa que correspondam à intenção do usuário.

Leia:   Tabelas do WordPress: 5 maneiras de adicionar tabelas às postagens do seu blog

Por exemplo, caso se deseje promover consciência sobre o dólar, expressões como “fazer compras on-line” ou “transporte gratuito” poderiam ser úteis para incluir, mas não seriam eficazes para chegar ao estágio de conscientização da dor.

Revisar e aumentar os conteúdos anteriores.

Para melhorar a qualidade do conteúdo de baixo desempenho, descubra o que o usuário deseja e atualize o conteúdo de acordo.

Mantenha-se informado sobre as últimas tendências para melhorar o conteúdo antigo que se torna importante para o seu público.

Preferencia de propósito do usuário para evitar a deterioração dos dados.

Evite os equívocos usuais que as empresas e profissionais de marketing cometem ao incluir a intenção do consumidor em suas táticas de SEO.

Não levar em conta a multiplicidade de intenções do usuário é um equívoco grave.

Não devemos assumir que todos os usuários têm o mesmo objetivo ao usar palavras-chave similares.

A intenção do usuário pode variar muito e ser muito específica de cada contexto. A mesma frase pode ser entendida de maneiras diferentes dependendo de pequenas variações no modo como é dita ou na situação de uso.

De que maneira?

  • Torne-se um praticante regular de investigação aprofundada e monitoramento contínuo de palavras-chave e análise de tendências para entender completamente os detalhes do comportamento de busca e intenção do usuário.

Ignorar a trajetória do usuário é o mesmo que nadar contra a correnteza.

Às vezes, as marcas se dedicam demais a envolver os usuários com seus sites e descuidam do fato de que há diferentes etapas na jornada do usuário.

Esta perspectiva de limitação pode resultar em um descompasso entre o que o usuário espera e o que é oferecido em seu website.

Como consequência, você pode ter um grande tráfego, mas sem as conversões desejadas, por exemplo.

De que maneira?

  • Levando o usuário em conta, crie e melhore conteúdos. Enfatize o seu conteúdo para satisfazer às exigências dos usuários em cada passo de sua jornada.

Admitindo que o grande volume de tráfego corresponde a um alto nível de intenção de compra.

Apesar de uma palavra-chave poder trazer grande quantidade de tráfego, isso não implica que ela atenda às necessidades ou expectativas do seu público-alvo.

Palavras-chave de alto volume de acessos podem ser amplas ou vagas, o que pode resultar em taxas de conversão menores, uma vez que não estão atraindo a audiência correta.

De que modo?

  • Mantenha seu foco em encontrar e implementar palavras-chave específicas de alto nível que tendem a atrair usuários interessados em seus produtos ou serviços. Embora elas possam não resultar em volume de tráfego significativo, elas frequentemente geram taxas de conversão mais elevadas devido ao seu caráter segmentado.

Utilizando palavras-chave de comprimento mais longo, você pode conseguir um alcance mais amplo.

Existe uma inclinação para utilizar palavras-chave curtas e conhecidas que parecem gerar mais tráfego.

Muitas vezes se passa ao lado do significado das palavras-chave de extensão longa, que são geralmente mais detalhadas e estão mais de acordo com o propósito particular e a etapa do caminho de um usuário.

De que maneira?

  • Inclua palavras-chave de cauda longa na sua estratégia de conteúdo. Estas palavras-chave podem gerar menos tráfego, mas são frequentemente mais específicas e podem trazer um público mais propenso a converter. Esta deve sempre ser uma consideração importante ao elaborar uma estratégia.

Otimização de sites é um processo de longa duração, e não uma corrida de velocidade.

Incluir a necessidade do usuário ao seu plano de SEO não é somente para conseguir mais tráfego para seu site.

Você deseja atrair as pessoas adequadas – aquelas que se engajarão com o que você produz, realizarão compras dos seus produtos ou usufruirão dos seus serviços.

O objetivo é criar um grupo de seguidores dedicados do seu público-alvo. Intencionalidade é uma maneira ótima de se assegurar isso.

As ideias apresentadas neste artigo são do autor convidado e não necessariamente coincidem com as dos autores da equipe. Os nomes dos autores da equipe estão aqui.

Você Pode Gostar